Quinta-feira, 28 de Maio de 2009

O poço era baixo para cima e alto para baixo, a boca larga tanto em baixo quanto em cima, enquanto eu era pequenino pois não passava de uma criança. Os pássaros voavam num conjunto ordeiro ocupando pequenos espaços no céu, e quando o primeiro oscilava ou mudava de direcção para os lados os outros seguiam-no de imediato como se fossem pequenas formigas com asas. Aproximei-me do poço porque não tinha com quem brincar e debrucei-me sobre a sua boca para poder espreitar dele. Gritei para que o eco me devolvesse as palavras porque enfim eram minhas, haviam saído da minha boca, "Sou uma criança!" Mas o eco ficou-me com elas, não respondeu. Fiquei desanimado, porém tentei mais uma vez, "Sou a criança da boca do poço!" E dessa vez ele devolveu-mas, "Só te respondo se cá vieres ao meu fundo." E eu disse, "Na, na, depois não consigo sair." E ele insistiu, "Mas assim não podemos conversar. Não é isso que queres?", "Eu só quero brincar, não te esqueças de que sou apenas uma criança, além disso já estamos a conversar.", "Então está bem, pronto." Mas eu tive pena dele porque eu era só uma criança. Saltei para dentro do balde de matar a sede e desci-me poço adentro. Chegado a meio do caminho dei-me conta da corda esgarçada e foi então que senti medo. Eu, uma pequena criança, a descer para o fundo de um poço por um balde suspenso numa corda esgarçada... Decidi regressar a cima e vi que os meus amigos já haviam chegado. Corri, saltei, estatelei-me por sobre a relva, e finalmente deitei-me junto deles que já lá se encontravam há muito.



publicado por Mário Ramos d´Almeida às 00:25
Bom dia,
obrigado pelo e-mail que me mandou... de facto não tenho muito tempo mas adoro desenhar... um dia, talvez próximo, poderei encontrar num dos seus contos a inspiração para mais um desenho e terei todo o gosto que o utilize...
continue a escrever e não se preocupe com a pouca adesão do blog (está no início, não é).
Um abraço
Rui Rodrigues de Sousa
Rui Sousa a 29 de Maio de 2009 às 11:35

Caro Rui, obrigado pela sua visita e pelo seu comentário. Devo-lhe confessar que não esperava uma resposta tão célere e tão positiva, e por isso também lhe agradeço. O gosto de ter um dos seus desenhos a ilustrar um dos meus contos será todo meu. Fico então a aguardar que um dos meus contos lhe proporcione uma boa ideia Cá estarei aguardando.
Um abraço

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Da infância, da vida e da morte.
mais sobre mim
Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
19
20
21
23

24
25
26
27
29
30

31


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO